skip to Main Content

Lesão de SLAP

  • Ombro

O que é a lesão de SLAP?

A lesão de SLAP (Superior Labrum, Anterior to Posterior*) é um destacamento da parte superior de uma estrutura interna do ombro chamada labrum ou lábio glenoidal, justamente onde se origina um tendão de formato cilíndrico denominado cabeça longa do bíceps.

*lesão labral superior, de anterior para posterior

Como ocorrem as lesões de SLAP?

As lesões de SLAP podem ocorrer de três formas:

  • lesão traumática: nas lesões traumáticas a lesão de SLAP geralmente ocorre após alguma queda sobre o braço esticado fazendo com que a cabeça umeral comprima a parte de cima da glenóide. Essa pressão acaba empurrando a parte superior do lábio glenoidal podendo causar um destacamento dessa região e assim a lesão de SLAP. Geralmente no momento da queda o paciente costuma sentir uma dor aguda que com o tempo vai amenizando.
  • lesão de esforço: nas lesões de SLAP por esforço, o destacamento acontece por movimentos repetitivos que acabam tracionando a cabeça longa do bíceps que está aderida na parte superior do lábio glenoidal. A lesão ocorre de forma progressiva e os movimentos que causam essa tração da cabeça longa do bíceps são movimentos do tipo arremesso e, portanto, muitos jogadores de beisebol, voleibol, handebol, tênis, beach tênis, entre outros, podem evoluir para a lesão de SLAP. A dor nesses casos costuma ser insidiosa, ou seja, ela vai aparecendo aos poucos e vai se intensificando ao longo dos meses podendo chegar a ser bem intensa. É, portanto, uma dor mais crônica.
  • lesão degenerativa: nas lesões degenerativas de SLAP a lesão ocorre devido ao desgaste natural do labrum/lábio glenoidal que ocorre à medida que vamos envelhecendo. Esse tipo de lesão é muito comum em pacientes acima de 40 anos de idade e na maioria dos casos esse tipo de lesão é indolor.

Quais os sintomas da lesão de SLAP?

 O principal sintoma das lesões de SLAP é dor, principalmente nos movimentos de saque/arremesso. É uma dor súbita e intensa que pode levar ao que é chamado de “ombro-morto” – quando no gesto esportivo o paciente perde o controle sobre o braço.

Alguns pacientes, no entanto, podem se queixar de desconforto dentro do ombro com queda da performance/potência na prática esportiva. Além disso, quando a lesão de SLAP está associada à formação de um cisto paralabral, a perda de força associada ou não à atrofia da musculatura ao redor da escápula também podem estar presentes.

Como é o feito o diagnóstico da lesão de SLAP?

O diagnóstico da lesão de SLAP é feito a partir de uma história clínica minuciosa e de testes específicos no exame físico. Quando houver a suspeita de lesão de SLAP, o exame de ressonância nuclear magnética pode ajudar a confirmar a hipótese diagnóstica. No entanto, uma das dificuldades de se fazer o diagnóstico de lesão de SLAP é a presença de outras patologias concomitantes, como por exemplo a lesão do manguito rotador, que frequentemente estão associadas.

Geralmente as lesões de SLAP são descritas como uma lesão na base de implementação da porção anterossuperior e posterossuperior do lábio glenoidal, como visualizado nas imagens a seguir:

LesÃo de SLAP | Dra. Verônica Chang
Figura 1: Ressonância nuclear magnética com lesão de SLAP (seta vermelha)
Figura 2: lesão de SLAP (seta vermelha)

Como é feito o seu tratamento?

A maioria das lesões de SLAP não necessitam de cirurgia e o tratamento conservador é feito com fisioterapia. Nos atletas arremessadores, é muito importante corrigir a biomecânica/movimento do ombro e do gesto esportivo para que a cabeça umeral fique centrada na glenóide e assim evitar que a cabeça longa do bíceps seja então tracionada.

Os resultados costumam ser bons, porém nos casos em que o paciente persiste com dor ou sua performance se mantém prejudicada, o tratamento cirúrgico pode ser indicado. Assim como nos casos em que um cisto paralabral esteja presente com sinais de compressão de algum dos nervos adjacentes (mais frequentemente o nervo supraescapular, em alguns casos o nervo axilar).

Vale ressaltar que comumente as lesões de SLAP vem acompanhadas de outras lesões e antes de se indicar a cirurgia, as demais patologias devem ser tratadas para se descartar qualquer causa de persistência dos sintomas.

Como é feita a cirurgia da lesão de SLAP?

Quando a cirurgia é indicada para o tratamento da lesão de SLAP, ela é feita de forma minimamente invasiva por artroscopia. Cada caso é avaliado individualmente mas, de forma geral, o objetivo da cirurgia é:

Como é a recuperação pós-operatória do tratamento cirúrgico da lesão de SLAP?

De forma geral, após a cirurgia o paciente deve permanecer cerca de 4 a 6 semanas com a tipóia, no entanto, já com 2 semanas após a cirurgia deve ser iniciada a fisioterapia. Em linhas gerais, podemos dividir a recuperação operatória da seguinte forma de acordo com o tempo de pós-operatório:

  • 2 a 12 semanas: ganho do movimento (amplitude de movimento) do ombro
  • 3º ao 4o mês: fortalecimento progressivo
  • 5o ao 6o mês: retorno à academia e treino de movimentos esportivos
  • 6 meses: retorno à prática esportiva competitiva

O tratamento ideal deve ser individualizado e definido após uma avaliação médica criteriosa.
Consulte um especialista em ombro e cotovelo.

FAQ

1. O que é o labrum da glenóide?

O lábio glenoidal é uma estrutura fibrocartilaginosa que envolve um dos ossos do ombro, a glenóide. O lábio glenoidal tem função de aumentar o contato entre os ossos do ombro e assim aumentar a sua estabilidade. Nele estão inseridos os principais ligamentos do ombro e cabeça longa do bíceps.

2. Toda lesão de SLAP dói?

Não, na maioria dos casos as lesões de SLAP são do tipo degenerativas ou do envelhecimento e costumam ser indolores. Geralmente os paciente que costumam apresentar sintomas são atletas arremessadores ou pacientes que obtiveram a lesão de forma traumártica.

3. É necessário operar uma lesão de SLAP?

Não, na grande maioria dos casos o tratamento das lesões de SLAP são de tratamento conservador, ou seja, não cirúrgico.

4. Fiz uma ressonância de ombro e apareceu uma lesão de SLAP no laudo. Devo me preocupar?

Sugiro que você passe com um ortopedista especialista em ombro pois o tratamento das lesões de SLAP variam. Contudo, a maioria das lesões de SLAP são achados de imagem, ou seja, a lesão é identificada no exame de imagem, apesar de clinicamente não necessariamente incomodar o paciente.

Back To Top