skip to Main Content

Dor no Ombro

  • Ombro

Diversas são as causas de dor no ombro e sua prevalência pode chegar a mais de 60% na população geral ao longo de sua vida. Portanto, saber a sua causa exata e assim poder trata-la é fundamental para a promoção e manutenção da qualidade de vida dos nossos pacientes.

A principal causa de dor no ombro são as patologias que acometem o manguito rotador, que é um conjunto de quatro tendões que funcionam como principais estabilizadores dinâmicos do ombro e que tem importância fundamental na sua biomecânica. Podem causar desde dores ao redor do ombro e no braço até a incapacidade do paciente de levantar o membro.

Lesão do Manguito Rotador | Dor no Ombro | Dra. Verônica Chang
Lesão do Manguito Rotador

Geralmente acomete pessoas acima de 40 anos de idade e sua causa pode ser degenerativa, ou seja, ocorre ao longo do tempo com a idade e esforços físicos, ou até mesmo traumáticas, após uma queda sobre o ombro. O tratamento deve ser avaliado de forma individual podendo variar desde o seu manejo conservador com exercícios de alongamento e fortalecimento específicos de forma orientada até a necessidade de uma intervenção cirúrgica.

No entanto a síndrome do manguito rotador não é a única causa de dor no ombro. As instabilidades glenoumerais, ou seja, as luxações e subluxações do ombro, apresentam uma incidência de cerca de 20 por 100.000 habitantes por ano. Geralmente ocorrem em paciente mais jovens e, em muitos casos quando a luxação ocorre, há a necessidade do paciente ir a um serviço de urgência para a sua redução. Na maioria dos casos em jovens a taxa de recorrência é alta e portanto se faz necessário o tratamento cirúrgico. Contudo há diversas técnicas e quando não indicadas corretamente a falha do tratamento pode chegar até 67%.

Outras causas de dor na população são: síndrome do impacto, capsulite adesiva, luxação acromioclavicular, fraturas, artrites e artroses, entre outros. Cada caso deve ser avaliado e tratado de forma individualizada e sempre levando em consideração o perfil e a demanda de cada paciente. Apenas dessa forma poderão ser obtidos os resultados almejados.

O tratamento ideal deve ser individualizado e definido após uma avaliação médica criteriosa.
Consulte um especialista em ombro e cotovelo.

Back To Top